segunda-feira, 13 de outubro de 2014

MATA GRANDE TU AINDA TEM? - Daniel Malta


 
 
 
 

MATA GRANDE TU AINDA TEM? – Daniel Malta

Oi Mata Grande, minhas lembranças andam meio esquecidas e hoje queria te fazer uma pergunta tu tens ainda as tuas ladeiras maravilhosas? O Padre Aluísio ainda reza suas missas na igreja mais linda do mundo, a igreja azul e branco que quando eu olhava para sua torre dizia será que bate no céu,? O piso da igreja é do mesmo jeito? Com os desenhos brancos e vermelhos, e as pilastras enormes que às vezes os pais colocavam as crianças ali, porque nos seus bancos de madeira já não cabia mais, Tem as portas grandes na frente e nas laterais? Que quando criança ficava entrando e saindo entre uma e outra, D. Lourdes ainda toca em seu teclado? Ainda solta os foguetes feitos por seu Dário e D. Flora ao lado da igreja e nas festas? tem a banda de pífanos quê ficava sentada em um banco na frete da igreja, tu ainda tens Mata Grande?

Ainda tens a estátua de Nossa Senhora da Conceição na praça da rua de cima? que eu perguntava como fizeram ela ? Como ela é grande! E seu Benedito ainda faz a charola da procissão? Tu tens as ruas de calçamento fazendo os Toc Toc quando os cavalos passam, tens ainda a esquina de Merinho, a venda de seu Joaquim e de dona Socorro Binga?, Tem o Posto de Cristo e o Posto de seu Zé Maria? Tem o fotógrafo seu Aloízio e a loja de seu Luiz Brandão? Tem a sorveteria de Tio Jari e o Bar de Seu Noca, Bar de Cassaco, Bar de Luiz de Beja, Bar de Evilásio, Bar do Gago, e a sinuca de seu Dinô, tem o fomento? O mercado da farinha e o Paz e Amor? Está tudinho ai Mata Grande?

A cadeira de balanço de Tio Feitosa está no mesmo lugar em sua porta e o charme de Tio Rubens com seu terno branco ao sentar na praça aos domingos? Seu Miguel de Sula o grande fiscal da prefeitura que sabe atender bem a todos, Alceno Alfaiate, Pedro Rosa o vigilante da praça, Bié de Dorá e o mestre Zé Charito e seu Vida ainda tem aquele cachorro? O delegado Leopoldo e o eterno defensor das pessoas carentes Manoel Roberto, Temista Boêmio, Pé de Ferro, Zivaldo e seu Mané Cumbá ainda tem aquele carro dele preto, é uma verdadeira obra de arte. Pedinho de Lourenço ainda é motorista? E seu Antônio de Rodrigues, Agnelo Bobinha, seu Antônio Barbosa figura ilustre e Zé Coqueiro e minha amiga Rivanda por onde andam, me diz Mata Grande.
Tem a escola Cenecista Félix Moreno com sua quadra de esporte,que jogava o vasquinho, o serrano, cruz de malta e os casados e solteiros, tem a escola Demócrito Gracindo e a escolinha de tia Alba? As professoras Josefina, Edite, Juvina e D. Francisca estão a ensinar ?
Tem Duda e Joaquim Preto que carrega água das fontes da Pipa, João Félix, do Ripitete de João Lalau e a nossa fonte do Cumbe, todas estão ai? A fazenda de seu Antônio Cândido com a beleza da água a sua porta, a represa do posto de Cristo continua a segurar as águas? A nossa praia do Morro Vermelho está ainda a fazer as alegrias nos finais de semana?

E Jabiú ainda toca seu Violão, e as figuras que nós crianças corríamos de medo como Pereirinha, Heleno e tinha outros que fazia a cidade mais alegre Zé Doido, Panga, Taioba, Pirú Baixeiro e seu pai seu Vicente, e será que Quitéria gaga ainda fala muito?

A rádio Oásis do Sertão ainda está no Ar, com a locução de Zé Adalto e a voz FM de Mufulá?
 
Tem as antenas da Microondas e o Monte Santo com sua Cruz e a maravilhosa Serra da Onça com sua igrejinha que de todos os cantos da pra ver? E a serra de Santa Cruz realmente é a mais alta do nosso Estado?

Tem a feira dia de sábado, e seu Valdir marchante fornece a carne para o almoço gostoso que os feirantes fazem com suas delicias, tipo sarapatel, porco, galinha, bode e buchada, as panelas de barro, as frutas e verduras de uma gostosura só está na Feira? e Arlindo? ainda fazendo seus motes e seu Pompilio Gomes com sua banca? o pessoal corta o cabelo em seu Severino? Tem as D20 que traz todos pra feira e leva ao final de tarde, tens os vários povoados, tem os jumentos com suas cangaias e os carros de boi?

Tem a Prefeitura no mesmo lugar e a Cadeia Pública, a Assembleia de Deus Azul, da cor do Céu, que fica na ladeira do hospital, tem o carro de viagem de seu Moacir? E o caminhão de seu Luiz Gaia? Tem a melhor manga rosa de todos os locais? Tem o puxa-puxa que vende no engenho de Dona Benedita? E o Alambique de seu Jonata e de seu Zequinha.? Tens a Rua de Baixo, a Rua de Cima, o Bom Sucesso, o Galo Assanhado, seu Zé Bezerra continua na Rua Nova e seu Mané Tributino mora no Mandacaru e a alegria da batalhadora Noêmia e Zé Boi da ladeira do Cumbe estão lá? Tem a farmácia de seu Dalvino? E o Supermercado de “G”? , tem o sol causticante e o friozinho da noite, tem a brisa do sertão? Está tudo no mesmo lugar Mata Grande?
Nas festas de Final de ano tens o parque de diversão com seus barcos que ia até o alto e uma prancha para parar, tem o forró nas garagens e as barracas que são montadas na rua? Cicero Livino ainda toca sua sanfona e Boleiro ainda toca seu trombone? seu Nezinho Barbosa ainda faz seus aboios? e Linda faz seus Bolos, Dona Zefinha vende seu puxa-puxa  e Francisca faz seus sequilhos? E as padarias de seu Odilon, Pedro Barbosa, seu Panta e Quinquinha que era um bom jogador de dominó, o parquinho que eu brincava na ladeira de João Félix, ainda tem tudo isso Mata Grande?
E minha Vó Lourdes em seu Cartório e meu avô Dumuriez que ficava na janela vendo a procissão passar sempre no primeiro dia do ano, continua a abrir a janela da casa de minhas alegrias?

E Mata Grande me respondeu.... está tudinho aqui os locais, as pessoas, algumas já se foram, mas o coração destas pessoas estão aqui, mas sinta meu perfume, sinta as alegrias e as coisas boas que temos aqui e quando você estiver sentindo falta de tudo isso, feche os olhos e novamente volte aqui.
Obrigado Mata Grande por Você Fazer parte de Minha Vida!

Daniel Malta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário