quinta-feira, 20 de outubro de 2016

O AQUÍFERO DO JATOBÁ - Germano




O AQUIFERO DO JATOBÁ – Germano

O aquífero do Jatobá deverá receber novos poços profundos - A visita a Semarh não definiu uma quantidade de poços a serem perfurados na região, mas foi levantada a existência de um aquífero na Bacia do Jatobá, no município de Mata Grande, onde poderiam ser perfurados poços com vazão para atender os municípios de Mata Grande, Canapi, Ouro Branco, Inhapi e Maravilha. Napoleão Casado afirma que está muito otimista com a missão técnica, e exaltou a iniciativa da CPRM : “Essa visita mostra que as ações do Governo Federal estão integradas com o Governo Estadual, com foco em questões de abastecimento e saúde pública”.
Gosto de ler esses tipos de matérias divulgadas na mídia, que enaltecem o ego dos que a divulgam como eficiência do seu trabalho e solução para os problemas de algumas cidades do alto sertão alagoano.
Ora, todos sabem que no município de Mata Grande existe já perfurado um poço que produz mais de cem mil litros de água por hora. Todos sabem que após a Serra do Parafuso existem inúmeros poços já perfurados produzindo água em abundância, destinadas a irrigação. Todos sabem que o município de Mata Grande e o Governo Estadual, fazem vistas grossas a produtividade gerada no município e que é destinada quase que em sua totalidade ao Estado de Pernambuco. Outros falam que existe até um projeto pronto para a exploração do potencial do aquífero que, no entanto, não é si quer aprovado quanto mais executado.
Há mais de uma década, participei de uma reunião com um funcionário público federal que veio de Brasília dar uma aula sobre a água. Perguntei sobre o Aquífero do Jatobá e ele disse desconhecer, mas que depois me daria uma resposta, coisa que não aconteceu até à meia noite de ontem.
Pelo que dizem ele se estende desde o sul do Estado do Piauí até o Norte do nosso município, tendo aflorado em abundância na vizinha cidade de Inajá-Pe.  Há anos atrás tomei banho em um onde a água quente chegava a superfície sem o auxílio de bombas, hoje naquele município, existem inúmeras propriedades exportando a produção de fruticultura irrigada.
Este assunto já foi divulgado neste blog no dia 13.03.2015 e pelo que sabemos a informação acima foi a primeira providência tomada pelos Órgãos públicos, todavia, até o presente momento sem nenhuma providência divulgada.
Como vivemos alimentando esperança pelo desenvolvimento do nosso município, resta mais esta que, somente terá andamento caso um dos próximos gestores tenha visão futurística e tente junto aos órgãos públicos recursos para a execução do tão necessário projeto.


Nenhum comentário:

Postar um comentário